A RENOVAÇÃO GEOGRÁFICA NO BRASIL 1976/1983 (AS GEOGRAFIAS CRÍTICA E RADICAL EM UMA PERSPECTIVA TEÓRICA)

Armando Corrêa da Silva

Resumo


O presente trabalho  - “ Renovação Geográfica no Brasil - 1976 / 1983” - contém duas partes, intituladas, “Esboço de uma História” e “Problemas e Perspectivas”. Na primeira, o autor descreve a história das Geografias Crítica e Radical em uma perspectiva teórica, historiando-as ano a ano, desde seus antecedentes, em 1976. 1978 é considerado um ano histórico, com o Encontro da Associação dos Geógrafos Brasileiros em Fortaleza — Ceará e a publicação de “Por uma Geografia Nova” , de Milton Santos. 1979 é um ano de produção teórica, teorização e debate ideológico, com o surgimento de algumas formulações novas. 1980 é o ano de consciência da crise da Geografia, com vá rios aconteci- mentos e publicações. Em 1981 aparece um balanço crítico que aponta para o futuro. 1982 é o ano de difusão das novas idéias, com vá rias publicações e acontecimentos. 1983 é um ano de discussão de Filosofia e Geografia, Na segunda parte, o autor faz uma pesquisa das categorias utilizadas nos 71 textos (artigos e livros) pesquisados, indicando os problemas atuais das geografias Cr í tica e Radical. Seguem-se algumas considerações sobre a questão do sujeito, que o autor acha possível solucionar através do encaminhamento da questão política, que deve abrir para o reconhecimento do discurso do geógrafo, assim como de seu trabalho, que deve ultrapassar os limites estreitos da Geografia. 


Palavras-chave


Renovação geográfica, geografia crítica, geografia radical, Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-0945