A Expedição de Daniel Campos (1883) e a Guerra do Chaco (1932-35) na Formação Territorial da Bacia do Paraguai

Allan Rodrigo de Campos Silva

Resumo


O presente trabalho faz uma breve exposição da formação territorial do Chaco (Bolívia-Paraguai) a partir da leitura de relatos da expedição científica boliviana organizada por Daniel Campos (1883) e de documentos históricos do governo paraguaio (1852-1940) referentes à ocupação e a Guerra do Chaco (1932-35). A formação territorial na periferia do capitalismo, tal como tratada em Moraes (2004), é problematizada a partir da reposição do lugar da guerra e da ciência na generalização da dominação da mercadoria (Marx, 1968) por meio da mobilização para o trabalho (Gaudemar, 1977).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-0945