A CONDIÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO SUPERIOR PRIVADO: O CARÁTER MERCANTIL DESSAS INSTITUIÇÕES E A DEGRADAÇÃO DO TRABALHO DOCENTE

Luis Fernando de Freitas Camargo

Resumo


O texto tem como idéia central a crença de que o sistema universitário, na atualidade, apresenta-se imbricado com um setor mercantil e que esse contexto é definidor de uma racionalização empresarial, onde a lógica do lucro envolve o barateamento do trabalho do professor. Nesse plano, se reconhece que a educação assume características de mercadoria e que o trabalho do professor materializa uma das possibilidades da acumulação e reprodução capitalistas. Assim, a educação superior e o contexto de formação profissional incorporam uma dimensão empresarial administrada por personagens estranhos à ciência e à pedagogia (segundo recomendações internacionais), definindo uma condição profissional para o professor desse grau de ensino que, submetido a processos crescentes de precarização, se distancia dos elementos considerados importantes para a designação de qualquer profissão. 


Palavras-chave


professor universitário, profissão, mercantilização, precarização, neoliberalismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-0945