A DEGRADAÇÃO DOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NA BACIA DO RIBEIRÃO GUARDA-MOR (SP): ENSAIO DE PESQUISA GEOARQUEOLÓGICA

Ghislaine Lamounier

Resumo


A arqueologia, especialmente a pré-histórica, sempre teve forte ligação com as Ciências da Terra; entretanto, por longo tempo, os arqueólogos se utilizaram apenas de contribuições mínimas oferecidas pelos geólogos, como estratigrafia, reconstrução de paleoambiente e geocronologia. Mais recentemente, a geomorfologia, definida como o estudo de descrição, origem, composição, desenvolvimento e função das formas de paisagens, oferece uma perspectiva apropriada para geoarqueólogos. Com este trabalho, procurou-se verificar de que maneira é possível utilizar os conhecimentos da  Geografia, especialmente da Geomorfologia, visando principalmente o reconhecimento, análise e interpretação dos fatos que podem modificar um sítio arqueológico. A análise da degradação foi feita através da definição de paisagem a partir do levantamento semi-detalhado da geologia, geomorfologia, formações superficiais e evolução das formações vegetais. 


Palavras-chave


Geoarqueologia; Geomorfologia; evolução das formas de erosão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-0945